Estamos todos em casa nesse momento, e a convivência em família pode ser fácil, leve e divertida para alguns. Mas para outros é um verdadeiro desafio…

Para você que está em família, reúna todo mundo no sofá porque separamos 10 filmes imperdíveis para poderem assistir juntos!

“Uma família de dois”

A vida de um homem muda completamente quando um bebê, que seria sua filha, é deixado sob sua responsabilidade. Incapaz de criá-la sozinho, ele vai até Londres à procura da mãe da criança, mas não a encontra. Anos depois, a mulher retorna e quer recuperar a guarda da filha.

“Que horas ela volta”

A mãe se mudou de Pernambuco para São Paulo em busca de melhores condições para a menina. Trabalhando como empregada doméstica e vivendo na casa da família, Val tem mais contato com o filho dos patrões do que com sua própria filha, mas a chegada da jovem promete balançar essas relações.

“Dona Flor e Seus Dois Maridos”

Dona Flor se casa com Vadinho, que é muito bonito e apaixonado, mas não lhe oferece muito. Ela sustenta a família cozinhando para seus vizinhos, mas o marido aposta a maior parte do dinheiro. Vadinho morre repentinamente e Dona Flor começa a sentir falta do casamento. Ela se casa com o médico Teodoro Madureira, mas ele é o oposto de Vadinho. Enquanto Dona Flor está casada com Teodoro, o fantasma de seu falecido marido aparece.

“Minhas Mães e Meu Pai”

Joni (Mia Wasikowska) e Laser (Josh Hutcherson) são filhos do casal de lésbicas Jules (Julianne Moore) e Nic (Annette Bening). Concebidos por meio de inseminação artificial, os garotos decidem buscar o pai biológico (ou seja, o doador do esperma) e trazê-lo para compartilhar momentos com a família.

“Divertidamente”

Com a mudança para uma nova cidade, as emoções de Riley, que tem apenas 11 anos de idade, ficam extremamente agitadas. Uma confusão na sala de controle do seu cérebro deixa a Alegria e a Tristeza de fora, afetando a vida de Riley radicalmente.

“Toy Story”

Todos os filmes da saga “Toy Story” são uma verdadeira aula sobre amizade e a quarentena é o momento ideal para reunir a família ou os amigos em torno dessas preciosidades.

“Os Incríveis”

Ok, a sua família pode até ser o máximo, mas ela nunca será igual à de “Os Incríveis”. Mesmo com as diferenças, conseguimos nos identificar com os aspectos mais humanos destes super-heróis, que vivem dilemas semelhantes aos de muitas famílias humanas.

“Fala sério, mãe”

Para quem convive com a geração Z em casa, “Fala sério, mãe” vai soar estranhamente próximo. A produção explora a relação entre Ângela Cristina (Ingrid Guimarães) e a filha adolescente Malu (Larissa Manoela).

“Minha mãe é uma peça”

Dona Hermínia é uma mulher de meia idade, divorciada do marido, que a trocou por uma mais jovem. Hiperativa, ela não larga o pé de seus filhos Marcelina e Juliano, que já estão bem grandinhos. Um dia, após descobrir que eles a consideram uma chata, resolve sair de casa sem avisar ninguém, deixando todos, de alguma forma, preocupados com o que teria acontecido.

As situações que ela cria com os filhos é de morrer de rir!

“Dogman”

Nem todas as famílias são humanas. Algumas pessoas preferem a companhia dos animais – e tá tudo bem com isso. É o caso de Marcello (Marcello Fonte), que trabalha em uma pet shop na periferia de Roma e vê sua vida mudar ao se envolver em um crime.

RECOMENDAMOS



Flores e Poesias
Textos que perfumam a alma e a vida.

COMENTÁRIOS