Aposentada Josefa Feitosa destaca uma preocupação sobre os rumos de sua viagem “As paginas do meu passaporte estão acabando” conta a cearense de 59 anos, que a dois anos deixou o Brasil, para dar uma volta ao mundo acompanhada só de uma mala.

Divorciada após um relacionamento conturbado, mãe de três filhos e avó de um neto, resolveu se desfazer de casa, móveis e roupas. Tudo o que tem agora cabe dentro de uma bagagem.

Em 2016, assim que se aposentou, a cearense comunicou à família que planejava deixar Fortaleza para se dedicar ao seu sonho. O resultado da aventura são quase 40 países visitados, divididos entre duas temporadas, uma na Europa e outra entre África e Ásia.

avo1 - Aposentada deixa sua família e casa, para dar uma volta ao mundo!

Tudo devidamente registrado em uma página no Facebook, Jô: minha casa é onde minha mala está, que mantém para deixar amigos e filhos informados.

Ainda no Brasil, viajou até Belém, no Pará, para seguir de barco até Manaus, no Amazonas, numa viagem de dez dias dormindo em redes. Depois, seguiu para o Paraná e São Paulo, antes de embarcar para a primeira experiência no exterior com um novo olhar de viajante.

De acordo com o G1, após convites para apresentar o seu trabalho como assistente social, seguiu para Portugal e Espanha em março de 2017, numa temporada de palestras e rodas de conversa. Na Irlanda, fez um curso de inglês, principalmente para se manter regularizada na Europa.

Jô passou por países como Quênia, Ruanda, Uganda, Egito, Israel, Índia, Nepal, Laos até chegar ao Vietnã. Até abril de 2019, quando pretende voltar ao Brasil para renovar o passaporte, declarar o Imposto de Renda e arranjar novos inquilinos para a sua casa, pretende passar ainda por Malásia, Filipinas e Nova Zelândia, países onde não são necessários vistos e que caberiam nas páginas do seu agora experiente passaporte.

avo4 - Aposentada deixa sua família e casa, para dar uma volta ao mundo!

No diário de viagem da rede social, as mensagens de pessoas que cruzaram o caminho de Jô se misturam com as dos que ficaram no Brasil: ” imenso prazer de te conhecer”, “espero que um dia nos reencontremos”, “quero ser você quando crescer”, “musa inspiradora”

“Há muita vida fora dessa caixinha que chamam de lar.” afirma ela. Com certeza essa historia nos serve de inspiração.

RECOMENDAMOS


Flores e Poesias
Textos que perfumam a alma e a vida.

COMENTÁRIOS