Essa reportagem foi publicada pelo G1.

É preciso que a leitura seja um ato de amor. – PAULO FREIRE

Livros são tesouros para muitas pessoas, e para outros somente lixo. Não é o caso do Luciano, que recolhendo lixo, conseguiu ‘salvar’ mais de 200 exemplares para montar sua própria biblioteca.

O coletor Luciano Ferreira de Lima começou a recuperar livros que eram jogados fora e montou a sua própria biblioteca na casa onde mora, na cidade de Sorocaba.

“Eu pensava ‘mas como que pode um livro descartado desse jeito?’. São livros excelentes, que eu sempre tive como muito importantes para a nossa educação e para o nosso país”, explica.

Nesse questionamento começou a recolher os exemplares que encontrava.

coletor livros 1 - Coletor monta biblioteca com livros encontrados no lixo, hoje com mais de 200 exemplares

O hábito de leitura começou na escola. Mas, aos 11 anos, largou os estudos e entrou para o mundo das drogas, onde começou a cometer roubos e furtos para conseguir dinheiro para sustentar o vício, onde acabou sendo preso.

“A primeira coisa que eu queria fazer quando saísse era procurar uma escola. Eu sabia que, através da educação, eu poderia melhorar” relembra ele, mostrando a importância da educação.

Ele terminou a escola. Para os professores da escola onde ele estudou, a vida de Luciano e o caminho que ele traçou depois que decidiu reescrever sua história são uma fonte de esperança e inspiração.

Hoje em dia, Luciano dá palestras em escolas com o objetivo de mostrar aos jovens que tudo é possível com força de vontade e determinação.

Legal né? Valorize a leitura, valorize o aprendizado!

RECOMENDAMOS



Flores e Poesias
Textos que perfumam a alma e a vida.

COMENTÁRIOS