Para quem acompanha a saga de ‘Anne With an E’ ou ‘Anne de Green Gables’, os livros que integram sua coleção são muitos, e em cada um deles Anne vive uma aventura nova.

No Livro 5 ‘Anne e a Casa dos Sonhos’ não é diferente.

Anne e Gilbert finalmente se casam. Vem aí um nova vida com tudo que um casal apaixonado pode esperar: novos problemas e novas surpresas! Conheça agora algumas frases marcantes desse livro tão encantador:

“Nossos mortos nunca morrem enquanto não os esquecermos”

“Pertenciam um ao outro e, não importava o que a vida lhes trouxesse, nada poderia mudar este fato. A felicidades de um estava nas mãos de outro, e nenhum dos dois sentia medo.”

“Quem sabe o tipo de maravilhas que um grande amor e uma grande dor podem alcançar?”

“Não é horrível como algumas pessoas são tão bem-amadas, mesmo sem merecer, enquanto outras nunca recebem tanto afeto, mas todos dizem que mereciam muito mais?”

“Bem, você sabe que o caminho para o coração de um homem passa pelo estômago, Cornelia – explicou o Capitão Jim.
– Eu acredito nisso, desde que o homem tenha um coração – ela retorquiu”

“A morte se torna mais amistosa, conforme vamos envelhecendo.”

“Por que as pessoas nascem, se estão num lugar melhor quando estão mortas?”

“Uma mulher jamais pode estar certa de não se casar, até que esteja morta e enterrada.”

“É melhor preparar a torta para o seu próprio homem do que para um estranho, que pode estar somente querendo devorar com toda pressa…”

“Lembro que eu chamava de “dor esquisita” quando era pequena. Por que razão a perfeição parece inseparável de uma dor como esta? Será que é porque esta é a dor da conclusão, quando compreendemos que não pode haver nada além e que a única possibilidade é a involução?”

“Ah, malditos sejam os homens! Não importa o que façam, é sempre a coisa errada! E não importa quem sejam, eles são quem não deviam ser!”

“Uma mulher em geral, pode conseguir alguma coisa de um homem temperamental, quando chega a hora do arrependimento. Mas não consegue fazer nada com um homem que se mantém plácido. É exasperante!”

“A rosa é a flor do amor… assim o mundo tem afirmado durante séculos. As rosas rosadas são o amor esperançoso e cheio de expectativas; as rosas brancas são o amor morto ou esquecido; mas as rosas vermelhas… ah Leslie, o que são as rosas vermelhas?
– Amor triunfante – ela respondeu em voz baixa.”

RECOMENDAMOS



Flores e Poesias
Textos que perfumam a alma e a vida.

COMENTÁRIOS