Muitas mulheres, mães se esforçam tanto para serem perfeitas, e como resultado acabam exaustas, física e mentalmente, por isso não surpreende que acabem com a Síndrome de Burnout.

Primeiramente: O que é Síndrome de Burnout?

A Síndrome de Burnout é uma resposta do corpo quando submetido a um período de estresse intenso e prolongado, tanto física quanto emocionalmente. Esse é um problema comum em profissionais que trabalham em contato direto com pessoas em situações de grande estresse, como médicos e enfermeiros. De fato, essa entidade foi descrita pela primeira vez no final da década de 1960 para se referir ao desgaste sofrido por policiais em liberdade condicional. Psicólogos, assistentes sociais e operadores de telemarketing são outras profissões mais expostas a esse problema.

O principal problema é que a Síndrome de Burnout causa uma série de sintomas que podem ser facilmente confundidos com outras doenças. De fato, causa sintomas psicossomáticos como dores de cabeça recorrentes, insônia, fadiga intensa e dificuldades gastrointestinais. Também é acompanhado por alguns sintomas emocionais, como ansiedade, depressão, irritabilidade e retraimento emocional.

Além disso, a pessoa com Síndrome de Burnout se sente sobrecarregada e cansada. De fato, ele muitas vezes experimenta um intenso sentimento de desamparo e desespero desde o momento em que se levanta. A longo prazo, se esse problema não for tratado, você acabará sofrendo de anedonia; isto é, você perderá a capacidade de desfrutar.

Muitos não entendem que ser mãe é um trabalho integral, 24 horas por dia, 7 dias por semana, todos os dias a vida toda. Além disso, muitas mulheres também trabalham e carregam a maior parte do peso das tarefas domésticas.

Muitas mulheres também sentem a necessidade de serem mães perfeitas, acompanham seus filhos a atividades extracurriculares e evitam todos os tipos de problemas. Chamado de hiperpaternidade, esse estilo parental acelera ainda mais a exaustão e aumenta o estresse.

Síndrome de Burnout se alimenta da sensação de falta de controle que muitas mães experimentam. Eles gostariam de proteger seus filhos, mas geralmente se encontram em situações que os lembram de seu desamparo.

Mas como evitar esse problema?

Priorizando as tarefas do dia, você não precisa ser uma super mãe!

Reservando algumas horas para si, nem que seja ver um filme legal, ou sair para dar uma volta.

Peça ajuda! Se você tem um parceiro, se abra com ele sobre suas dificuldades, e se não tem, conte com os amigos ou família.

Assuma um estilo de vida mais saudável, faça exercícios físicos e se alimente bem, tenha contato com a natureza, faz bem!

Conte com a ajuda de um psicólogo tambem! Burnout tem tratamento.

O texto foi adaptado do site Etapa Infantil.

RECOMENDAMOS



Flores e Poesias
Textos que perfumam a alma e a vida.

COMENTÁRIOS