Se você possui uma estante de livros, sabe bem que resistir a uma promoção de livraria é muito difícil. E você compra um livro aqui, dois ali, aquela coleção maravilhosa em outro lugar… SIM: Você pode estar involuntariamente envolvido em tsundoku – um termo japonês usado para descrever uma pessoa que possui uma grande quantidade de literatura não lida.

O Prof Andrew Gerstle ensina textos japoneses pré-modernos na Universidade de Londres.

Ele explicou à BBC que o termo pode ser mais antigo do que você pensa – pode ser encontrado na imprensa já em 1879, o que significa que provavelmente já estava em uso antes disso.

A palavra “doku” pode ser usada como verbo para significar “ler”. Segundo o Prof Gerstle, o “tsun” em “tsundoku” tem origem em “tsumu” – uma palavra que significa “empilhar”.

Então, quando colocado junto, “tsundoku” tem o significado de comprar material de leitura e empilhá-lo.

Tsundoku é nada mais que a intenção de ler livros e eventualmente ir criando uma coleção. Qualquer pessoa que tenha em casa livros (empoeirados e nunca abertos) comprados na melhor das intenções vai entender.

Mas o que leva a esse comportamento? Compulsão?
Sentida em várias partes do mundo, mas por que só os japoneses definiram?

A definição original só se aplica a livros físicos e suas empoeiradas pilhas, que vão se amontoando à espera de leitura, ou às estantes abarrotadas pelas obras aguardando por atenção.

Mas é claro que com as modernidades, os e-readers tambem ficam abarrotados de opções para a leitura. Mas e quem acumula leituras na vida real, e na vida virtual?

Há uma série de fatores que podem justificar esse fenômeno: a escassez de tempo cada vez mais sentida. Não podemos desprezar a concorrência desleal com as comunicações urgentes em nosso cotidiano, como: whatsapp, e-mails e mídias sociais. As pessoas têm medo de não ter tempo, então a dica é: CRIE UMA WISHLIST. Crie uma lista dos livros desejados, dos livros já adquiridos.

Assim você prioriza suas leituras, não gasta dinheiro aleatoriamente, e tem tempo pra se organizar. Você também pode pegar o livro que deseja ler em alguma biblioteca, ou procurar sua versão online. Aprenda a viver mais leve. Disponha as publicações organizadas e visíveis, e se você quiser uma biblioteca ENORME em casa, não deixe seus livros em caixas, ou com plástico. PODEM MOFAR! Cuide dos seus livros, tirando a poeira, abrindo-os de vez em quando.

Aproveite o mundo da leitura e viva bem!

Mais informações de PENSAR CONTEMPORÂNEO

RECOMENDAMOS






Textos que perfumam a alma e a vida.