Nunca julgue um filme pelo título, ou um livro pela capa…

Estava procurando um filme leve, com uma história “bobinha” para assistir, e me deparei com esse título “Quase uma rockstar“, bom logo pensei que era desses… mas estava terrivelmente enganada. O filme é um drama que se compara com “A procura da felicidade”, muitas coisas difíceis acontecem com a protagonista Amber, chega a te deixar angustiado, vir um sentimento de injustiça. Mas a história é linda, te mostra como os amigos são importantes, e como é bom ter pessoas ao qual você pode correr para ser ajudado, mesmo que seu orgulho lhe impeça de pedir ajuda.

O filme tem uma trilha sonora maravilhosa, e uma linda mensagem de resiliência por trás de tudo o que ocorre. Se você ainda não assistiu, vale a pena cada segundo! Ah, o filme é baseado num livro de Matthew Quick, o mesmo autor de “O lado bom da vida”.

“Amber Appleton (Auli’i Cravalho) é, por natureza, uma otimista incorrigível, embora sua vida seja mais complicada do que aparenta. Aluna do ensino médio com grande talento para a música, Amber tenta conciliar o trabalho, a vida e alguns difíceis segredos sempre com um sorriso no rosto, na esperança de conseguir estudar na Carnegie Mellon. Mas quando novos obstáculos ameaçam seus sonhos, Amber precisa aprender a contar com a família que ela escolheu e seguir em frente.”

“Sei que talvez isso seja estranho, mas a gente tira amor de onde pode, não é? Pelo menos é o que minha mãe diz.”

” – Não é justo.
– A vida não é justa. Você tem razão.
– Então por que devemos ser justos?
– Porque podemos. ”

“Não consigo nem imaginar o que você está passando agora, mas seu talento, o motivo pelo qual ganhou esta oportunidade, ainda está aí. Não vai desaparecer. Continua dentro de você.”

⁠”A dor que está sentindo e o luto… Acho que é só canalizar. Canalize e coloque na sua música. Porque é isso que um artista faz.”

⁠”Desculpe, mas deve ser péssimo a vida não ser justa. Sabe o que fazer para se sentir melhor? Sei lá, deveria curtir com seus pais na sua casa de férias. Talvez isso te ajude a superar a vida e a enorme injustiça.”

“Minha mãe sempre tinha esperança e eu também. Até que perdi a minha. Vocês me ajudaram a encontrá-la de novo.”

Você já assistiu ao filme? O que achou?

RECOMENDAMOS



Flores e Poesias
Textos que perfumam a alma e a vida.

COMENTÁRIOS